Novo estudo conclui: A vida na Terra pode ter aparecido sedo, por isso ainda a poucos sinais de outras civilizações em outros planetas

02/08/2016 15:05

De acordo com um novo estudo, os seres alienígenas estão ainda se desenvolvendo em outras partes do universo, e a nossa pode ter sido uma das primeiras .

 
 
 
Um novo estudo afirma que, em uma escala cósmica, a vida na Terra pode ter sido uma das primeiras a surgir, e depois de alguns milhões de anos a partir de agora, o universo poderá ser um lugar muito mais "vivo" com variadas formas de vida. Bem mais faceis de serem achadas do que é hoje !! Porem isso não significa que não possa existir vidas alienigenas super avançadas no universo, assim como nós, muitos outros planetas podem ter tido a mesma sorte..
 
O estudo publicado no arXiv, discute os fatores necessários para o surgimento da vida, citando o tempo de vida de uma estrela hospedeira como fator determinante.
 
Enquanto alguns cientistas argumentam que a vida no universo pode ter-nos precedido por bilhões de anos, pesquisadores de Harvard e Oxford acreditam no contrário.
 
"Se você perguntar : 'Quando é mais provável que a vida surja ?' Você pode ingenuamente dizer, agora.. " diz o autor Avi Loeb do Centro Harvard de Astrofísica.
 
"Mas nós achamos que a chance da vida crescer seja muito maior em um futuro distante."
 
Os pesquisadores explicam porque eles acreditam que o surgimento da vida em outras partes do cosmos podem depender muito da estrela hospedeira de um planeta. 
 
Os cientistas explicam que não só a estrela hospedeira deve sobreviver a um tempo suficiente para permitir a formação de planetas, mas deve também "esperar" um tempo suficientemente longo de modo que permita o "arrefecimento", pelo menos o suficiente para criar água no estado líquido na superfície dos planetas.
 
Curiosamente, os pesquisadores acreditam que demorou cerca de 30 milhões de anos após o Big Bang para as primeiras estrelas do universo se formarem, e o planeta Terra não veio a existir até 4,6 bilhões de anos atrás.
 
"A vida requer estrelas por duas razões", explicam os autores do estudo.
 
"Estrelas são necessárias para produzir os elementos pesados (carbono, oxigênio e assim por diante, até ferro) das quais planetas rochosos e as moléculas da vida são feitas. Estrelas também fornecem uma fonte de calor para fornecer a alimentação química da vida na superfície dos seus planetas. Cada estrela está rodeada por uma "zona de habitavel" onde a temperatura da superfície de um planeta permite que a água líquida exista". (Exemplo, se a Terra estivesse mais perto do sol, a agua teria evaporado, e nunca iria surgir vida em nosso planeta) Veja na imagem abaixo o que seria uma zona habitavel :
 
 
Através de um estudo os pesquisadores foram capazes de determinar que as estrelas que têm uma massa superior vão realmente ter uma vida útil mais curta; estrelas que têm até três vezes a massa do nosso Sol vão morrer logo antes que a vida possa ser possivel em planetas em sua vizinhança .
 
No entanto, as estrelas com peso inferior a 10% da massa do nosso Sol são capazes de sobreviver por 10 trilhões de anos, fornecendo tempo suficiente para a vida a surgir .
 
Isto por sua vez significa que ao longo do tempo, as chances de encontrarmos vida é muito mais alta, na verdade, 1000 vezes maior no futuro distante, do que agora os pesquisadores concluem.
 

Fonte