Novembro de 1979: OVNIs / UFOs forçam piloto espanhol a pousar

01/12/2015 11:16

 

Um jato espanhol Caravelle, agendado para um voo charter de Salzburg para as Ilhas Canárias, foi forçado a fazer um pouso de emergência em Valência, porque, alega o piloto, foi atormentado por OVNIs.
 
A história foi confirmada na semana passada pelo piloto da aeronave, Capitão Javier Lerdo Tejada, em Arrecife, capital das Ilha Canária de Lanzarote. “O que vi”, disse ele, “foram objetos voadores não identificados”.
 
A aeronave, pertencente à companhia espanhola charter TAE, estava levando 109 turistas alemães e austríacos até Tenerife, com uma parada para reabastecimento em Palma, Majorca, quando o Capitão Tejada viu os objetos. Os passageiros foram informados que um pouso de emergências seria necessário, devido à uma falha técnica.
 
“Nunca conheci antes tal perigo”, disse o Capitão Tejada na semana passada. “Seja lá o que os objetos eram, eles certamente estavam interessados no meu pedaço de metal.  Eu vi duas luzes vermelhas muito fortes.  Nunca vi nada igual antes.  Eles se moviam muito rapidamente e se mantinham juntos verticalmente e horizontalmente, e chegaram mais perto.  Eles ficaram com meu avião por 10 minutos ou mais.
 
“Primeiro os vi quando estavam a 23.000 pés.  Eles pareciam estar a 24 quilômetros de distância.  Aos 28.000 pés eles estavam a 800 metros e a 29.000 pés eles estavam em cima de mim, em curso de colisão.
 
“Mais cedo, eu pedi aos passageiros para apertarem os cintos e acendi as luzes de pouso, como precaução.  Entrei em contato com o controle de Barcelona, mas eles não puderam ver nada em seus radares.  Então entrei em contato com a Força Aérea em Madrid, que é parte do sistema de alerta da Espanha e usa mais equipamentos sofisticados.  Eles captaram os objetos quando estavam muito próximos de mim.
 
“Então, executei um procedimento de emergência, virando rapidamente para longe deles.  Os objetos então foram claramente vistos por Madrid.  Eles me seguiram até 12.000 em 30 segundos.  Nunca soube de uma aeronave capaz de fazer isto.  Quando eu estava a 48 quilômetros fora de Valência, eles desapareceram.
 
“Um interceptador Mirage foi enviado da base de Albacete.  O que o Mirage viu é segredo militar, mas eu falei com o piloto mais tarde e ele confirmou o que eu tinha visto.”
 
O Capitão Tejada é um piloto experiente.  Ele serviu com a Força Aérea Espanhola por seis anos, e piloto comercial por nove anos.