Múmia em estatua budista!

25/02/2015 01:15

A clínica Meander em Amersfoort encontrou uma múmia dentro de uma estátua de Buda pertencente ao museu Drents, na Holanda. Esta é a primeira vez que encontram algo assim e foi descoberto graças a uma tomografia.

A equipe de investigação pensa que se trata de um ritual de auto-mumificação, uma tentativa de levar uma vida ascética com o fim de alcançar um estado espiritual avançado e uma iluminação superior, tudo com o objetivo de se converter em um "Buda em vida". O monge praticante acreditava que a morte não era o final, mas sim, outro passo.

O processo começava com um jejum que durava 1.000 dias e que constava de água, sementes e nozes. Uma vez terminado esse período, procedia-se a uma dieta final de raízes, e um chá tóxico preparado especialmente para repelir insetos e animais. Depois, o monge entrava em uma gruta onde esperaria a morte. Mil dias após a tumba ser selada, era verificado se o monge havia alcançado a mumificação. Caso assim não fosse, voltavam a selar a tumba. Caso tivesse sucesso, a múmia seria venerada em templos e procissões.

Acredita-se que múmia do Museu de Drents é um desses monges que conseguiram a mumificação. Acredita-se também que seu nome era Liuquan e era membro de uma escola de meditação e morreu por volta do ano 1100 a.C.

Mais fascinante ainda: um endoscópio retirou amostra de "tecido" de onde deveriam estar os órgãos. Foi encontrado algo que ninguém esperava: papéis com caracteres chineses antigos.

A múmia será exposta no Museu Húngaro de História Natural até maio de 2015 e então, regressará à coleção permanente do Museu de Drents.

Fonte: Curionautas!