Misterioso crânio alongado (segundo alguns de origem extraterrestre) é encontrado no Peru

07/06/2017 13:04
 
 
Fotos e vídeos do crânio encontrado a pouco tempo atrás estão circulando pela Internet. A maioria dos sites dizem que ele e outros itens antigos foram descobertos num deserto da região sul do Peru. Isso poderia ser o Deserto do Atacama, que é o deserto - não polar - mais seco do mundo, ou o Deserto de Nazca, lar das misteriosas linhas de Nazca.
 
O crânio alongado cabe na palma da mão de uma pessoa adulta e parece mais como uma escultura do que os restos mortais de uma criatura. Contudo, a descrição de um pesquisador diz que ele está coberto por um material similar à uma pele seca, e a parte de baixo possui algum tipo de substância óssea, de aproximadamente 3 a 5 mm de espessura. 
 
 
A testemunha que examinou o crânio com suas próprias mãos foi Brien Foerster do Hidden Inca Tours, especialista em crânios alongados do Peru e de outros países. Ele parece sempre estar atualizado sobre estas coisas, tendo também estado envolvido diretamente em testes de DNA dos crânios de Paracas.
 
Foerster tem dois diferentes artigos em seu site sobre este incrivel achado. Ele é evasivo desde o início – possivelmente para evitar o roubo – quando não diz onde exatamente o crânio foi encontrado, mas diz que “a localização exata será dada muito em breve”.
 
 
Sem identificar a pessoa que cuida do crânio, ele indica acreditar que o objeto seja real, porque “o ‘cuidador’ e aqueles que presumivelmente o encontraram, junto com outros espécimes, não têm acesso aos artesões e taxidermistas que poderiam tê-lo construido”. 
 
 
 Ele também diz: “O osso e a pele podem servir de amostras para testes de DNA e radiocarbono em laboratórios proeminentes da América do Norte, com os quais já estamos trabalhando.” Porém, ele não identificou quais eram esses laboratórios ainda.
 
.
 
Em seu segundo artigo, ele descreve as cavidades oculares como sendo “muito rasas” e aponta que o crânio tem a aparência de uma escultura, isso porque a ‘pele’ e o resto do crânio está envolvido com uma espécie de argila do deserto. Ele também diz que, além do DNA e do teste de carbono, o crânio poderá ser examinado por outros especialistas de outras áreas.