Mistérios da astronomia que os cientistas não podem resolver

14/09/2016 20:16

Todas as pessoas são fascinadas pelo espaço. Colocando de forma simples, todos nós amamos ler a respeito do Universo, da origem da vida, das chances de civilizações alienígenas existirem em outros lugares, de encontrar planetas como a Terra, e afins ...

 
 
 
Com cada descoberta, mais questões são levantadas por especialistas, mas algumas delas permanecem sendo profundos mistérios, pois os pesquisadores são incapazes de explicá-las lógicamente.
 
Aqui estão algumas descobertas astronômicas fascinantes, as quais ainda permanecem sendo um mistério:
 

O mistério da ilha de Titã

 
Titã é a maior lua de Saturno e um dos lugares mais similares à Terra em nosso sistema solar, com uma atmosfera, água no estado líquido, vento, chuva e uma atividade geológica.  Em 2007, a sonda Cassini obteve algumas imagens de uma região chamada Mar Legeria, sem anomalias aparentes.  Seis anos mais tarde, a mesma área foi fotografada, mas ela mostrava uma massa de Terra onde antes era só oceano.
 
Logo depois, um novo registro fotográfico verificou que a ilha desapareceu sem deixar traços
 
 

Um asteroide com anéis

 
Os asteroides têm anéis?  Bem, não exatamente.
 
Acontece que no nosso sistema solar há quatro planetas com anéis: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.
 
É por isto que foi algo muito estranho para os cientistas encontrarem um asteroide que também tinha anéis.  Com 250 quilômetros me diâmetro, ele tinha um sistema de anéis feito de (aparentemente) destroços espaciais de origem desconhecida, sendo que os cientistas nunca viram nada igual antes.
 

O campo magnético da Lua

 
Embora a nossa Lua seja magneticamente inerte, há uns quatro milhões de anos ela estava cercada por um escudo magnético que a protegia dos ventos solares e dos objetos espaciais. Bem, acontece que a ciência não pode explicar como o campo magnético era maior do que o da Terra, sendo que a massa da Lua é significativamente menor. Sua origem, bem como o porquê do campo magnético ter desaparecido, ainda permanecem um grande mistério.
 
Na verdade, o mistério por detrás do campo magnético da Lua é somente um dos grandes enigmas em torno do nosso satélite natural.  Acontece que a Lua é um dos objetos mais misteriosos em nosso sistema solar.
 

A megaestruturas alienígena

 
Aparentemente, há uma enorme megaestrutura alienígena localizada ao redor da estrela KIC 846285852, também conhecida como estrela Tabby.
 
Estranhamente, esta não é a única estrela a mostrar esta anomalia, pois cientistas descobriram uma outra.
 
Uma das estrelas mais espetaculares da nossa galáxia, a KIC 8462852, tem sido assunto de muito debate nos últimos meses.
 
A razão principal?  Bem, a estrela tem algumas estranhas flutuações em seu brilho, o que poderia ser evidência da existência de uma megaestrutura alienígena – uma esfera Dyson – construída ao redor da estrela, por civilizações altamente avançadas, para colher a energia dela.
 
Agora pesquisadores acreditam ter descoberto ainda outra megaestrutura em outro lugar do Universo. Os cientistas explicaram que em mais de 78 dias de observação, a ‘segunda estrela com esfera de Dyson’ mostrou uma diminuição em seu brilho de ate 65 porcento.  Um planeta orbitando uma estrela pode causar a diminuição de seu brilho em apenas 1%, assim o que poderia ser grande o suficiente para diminuir 65 % do brilho?