Mais uma incrível NAVE titânica foi registrada na transmissão ao vivo da NASA

12/07/2017 22:54
 
 
Após a liberação do vídeo muitos pesquisadores de OVNI estão se referindo a ele como um dos melhores registro de uma super nave mãe alienígena já vista na transmissão ao vivo da NASA. O objeto passou ao lado da Estação Espacial Internacional (ISS).
 
O objeto misterioso em questão foi detectado pela primeira vez por um usuário do YouTube que opera sob o controle do StreetCap1 que estava monitorando o fluxo ao vivo da ISS no momento.
 
"Eu pensei que estava vendo coisas", escreveu ele abaixo do vídeo em que um UFO enorme em forma de charuto pode ser visto pairando sobre a Terra em uma área perto da estação espacial.
 
Depois de registrar algumas imagens (da tela) da incrível aparição e enviá-las para o canal do YouTube, suas imagens causaram uma verdadeira tempestade na Internet. Alguns espectadores ainda observaram que havia alguns orbes peculiares posicionados debaixo da suposta "nave mãe" no vídeo.
 
StreetCap1 observou que ele tinha que ser muito rápido para capturar boas fotos do objeto misterioso, já que a transmissão ao vivo imediatamente se tornou mais fraca em questões de qualidade, logo que a misteriosa nave apareceu na tela. 
 
Pesquisadores do fenômeno dos OVNIs afirmam que esta é uma tática regular empregada pela NASA e outros agentes para garantir que o público em geral não tenha acesso á imagens claras de visitantes alienígenas a este sistema solar.
 
.
 
 
O vídeo chamou a atenção de Tyler Glocker, o criador do Secure Team 10, que tem uma grande experiência quando se trata de avistamentos de OVNIs. Ele disse que é muito claro que existem "objetos anômalos" no vídeo, incluindo o OVNI longo em forma de charuto e os orbes de aparência estranha. 
 
De acordo com Glocker, não é incomum que objetos misteriosos, como o exibido neste vídeo, apareçam nas transmissões ao vivo da ISS. Ele afirma ter visto UFOs em várias ocasiões depois de monitorar centenas de sessões dessas transmissões. No entanto, apesar da regularidade desses incidentes, a NASA e as outras agências espaciais geralmente se recusam a fazer comentários ao público sobre o que os objetos poderiam ser e sua origem.

 

Fonte