La Llorona

27/02/2015 13:55
 
La Llorona é a mais famosa lenda urbana mexicanas, como toda boa lenda, tem algumas variaçôes... mas esta é a versão mais contada no mexico:
Dizia-se que era uma mulher indígena, apaixonada por um cavaleiro espanhol ou criollo, com quem teve três meninos. No entanto, ele não formalizou a sua relação: limitava-se a visitá-la e evitava casar-se com ela. Tempo depois, o homem casou-se com uma mulher espanhola, pois tal enlace resultava-lhe mais conveniência. Ao certificar-se, Llorona, enlouqueceu de dor e afogou os seus três filhos no rio. Depois, ao ver o que tinha feito, se suicidou.
Desde então, o seu fantasma tem se ouvido a gritar "Ai, meus filhos!"  (ou então, emite um gemido mudo). Costumam achá-la na margem do rio, percorrendo o lugar onde seus filhos morreram.
Essa lenda é tão marcante para os naturais deste país que, mesmo descendentes de imigrantes vivendo nos Estados Unidos da América e no Canadá, afirmam ter visto La Llorona nas margens dos rios.
Em 1933 esse mito, na versão que narra a história de la Malinche (indígena que serviu de intérprete e foi amante de Fernando Cortez), foi levado às telas, num filme mexicano intitulado La Llorona, estrelado por Virginia Zurí.
La Llorona foi a personagem caçada por Nick Burkhardt, no episodio 9 da segunda temporada da série Grimm
Variações da lenda:
1. A versão original da lenda é de origem mexicali, e narra que esta misteriosa mulher era a deusa Cihuacóatl, que vestia-se com roupas da nobreza pré-colombiana e quando da conquista do México, gritava: "Oh, meus filhos! Onde os levarei, para que não acabe por perdê-los?", e realizava augúrios terríveis.
2. Outra variante diz, que ela fora uma princesa inca que tinha se apaixonado por um soldado espanhol. Eles viveram um grande romance e tiveram um filho. Para ele, era um filho bastardo, e casou-se com outra. A princesa então afogara a criança, e o arrependimento pelo seu crime a fizera morrer.
3. Já outra versão, baseada da versão venezuelana, diz que esse seria um espírito de uma mulher que depois de descobrir as traições do marido teria tido um surto de loucura e teria afogado seus filhos. Depois de tomar consciência do que fez, ela teria se matado. E agora, ela vaga pelas estradas punindo com a morte os homens infiéis.
 
Fonte: google/ wikipedia