Globsters

13/08/2014 23:10
Imagine encontrar encalhado nas areias da praia um "animal" gigantesco, sem corpo definido, órgãos ou ossos, e a única coisa dentro do seu corpo ser uma espécie de gelatina? Este "animal" existe e tem até um nome: Globster.
 
Globster: termo cunhado por Ivan T. Sanderson, em 1962, para descrever uma carcaça disforme encontrada na Tasmânia de 1960. São massas grandes encalhadas em praias, de difícil identificação. Existem registros de globsters encontrados centenas de anos atrás por pescadores que os chamavam de "monstros marinhos". Os globsters também são chamados de Blob.
Explicações possíveis
Muitos defendem que os globsters nada mais são do que a carcaça de gigantescas baleias. E faz muito sentido a hipótese. O corpo das baleias é totalmente recoberto por colágeno, uma fibra tão forte quanto aço. Nas baleias sua pele feita de colágeno chega a ter 30 cm de espessura para sustentar a enorme pressão da água sobre seus corpos, que vão até 3.000 metros abaixo do nível do mar. Quando a baleia morre, ela boia e predadores uma hora vão conseguir romper os 30 centímetros de colágeno para comer as entranhas do mamífero. Com a força da gravidade, os ossos vão com o tempo escorrer por ela e sair do corpo. Assim fica flutuando nas águas o corpo da baleia sem entranhas e ossos, e as ondas do mar vão o castigando, assim como as rochas onde ele vai se chocando, fazendo parecer que ganhou pelos e apêndices. Quando esta carcaça encalha nas areias, ele vai ser muito semelhante a um globster.
Outra hipótese é que sejam a carcaça do tubarão Megalodonte, extinto oficialmente a 1.5 milhões de anos atrás. Lembrando que os cientistas já encontraram peixes que eram para estar extintos, como o Celacanto.
Muitos globsters são polvos, lulas ou cachalotes.
Existem vários globsters famosos, que você conhecerá nas fotos abaixo:
 

 

 Fonte : Assombrado