Forças Fantasmagóricas

08/04/2015 12:00
 
Muitas coisas estranhas têm acontecido em minha vida e vou lhes contar algumas coisas que já aconteceram comigo.
Bem, a primeira aconteceu ano passado, em um sábado. Estava eu meus dois irmãos e mais um amigo vendo um filme qualquer que eu não me lembro no momento, pois bem, vamos ao acontecido... Assim que o filme acabou fomos todos para a cama dormir, em um só quarto. Ligamos o ventilador, apagamos a luz e nos deitamos, e não estávamos com sono, então começamos a conversar sobre várias coisas. De repente a porta se abre sozinha. Pensamos que fosse o meu pai ou minha mãe vindo reclamar porque ainda estávamos acordados até tarde, mas não havia ninguém. Apagamos a luz novamente e dessa vez ficamos quietos por causa da porta, mas ainda acordados e novamente a porta se abre e o ventilador para. Eu pensei ser o meu irmão tentando assustar a gente, então perguntei: "Ângelo, é você que está fazendo isso?" e ele respondeu: “Claro que não”. Somente eu levantei para ver o que era aquilo, mas nada havia ali. Continuei acordado... Foi então que o meu cachorro começou a latir e ficar inquieto. Eu saltei da cama para ver o que era e fiquei olhando fixamente para todos os lados, pacientemente, e quando eu olho para trás vejo uma grande sombra passando lentamente para a sala. Eu então vou atrás verificar aquilo e a sombra desapareceu na parede. Fiquei olhando para a parede por alguns minutos, mas como nada aconteceu, fui dormir.
Pela manhã não contei para ninguém, pois sei que eles não acreditariam em mim.
Vou contar o segundo acontecimento:
Na véspera de natal pensei em ir a uma casa muito antiga aqui no meu bairro. Ela é grande, com uma aparência linda, porém com um ar de mistério típico de casas mal assombradas, e ninguém queria morar lá, ela estava à venda havia um bom tempo. Então marquei de ir lá com um amigo, meu irmão mais velho e minha prima, no total éramos 4 pessoas dispostas a investigar a casa mais uma vez, já que eu já havia ido lá outra vez, mas isso é outra historia. Então, como eu estava dizendo, marcamos de ir à casa às 09h00 da noite, todos com lanternas e outros equipamentos que poderíamos precisar. Todos eles estavam com medo, menos eu, eu estava apreensivo para ver se aconteceria algo de fato na casa.
Muito bem, entramos na casa e não demorou muito para coisas inexplicáveis começarem a acontecer. Primeiro foi uma batida fraca na parede da sala, ficamos lá por alguns minutos para ver se acontecia algo mais no local, mas não passou da batida na parede. Fomos para a cozinha, que estava muito empoeirada e um vento frio que me fez ficar com calafrios bateu bem forte, todos ficaram com olhares de medo se encarando e quando o vento parou a minha prima soltou um grito e disse ter visto alguém olhando para a gente da porta de um quarto que ficava ao lado da cozinha. Todos começaram a falar para irmos embora mas eu insisti em ficarmos lá por mais algum tempo. Então fomos todos para o quarto ao lado da cozinha... Ele era grande,  foquei a minha lanterna no chão e ali ainda havia uma boneca muito machucada e um pouco molhada. Todos ficaram muito assustados quando viram a boneca no chão. De repente todos nós estávamos com enjôo, com um pouco de tontura e vontade de ir embora. Eu resisti a essa vontade e fiquei, mas o meu amigo foi embora correndo de lá por causa disso. Como já dito eu fiquei, e também o meu irmão e minha prima, já éramos 3. Então fomos para outro quarto. Como o outro, ele era bem grande. Logo quando entramos uma tristeza muito forte nos atingiu, era como se alguém muito querido da minha família tivesse morrido. Eu comecei a chorar, e quando olhei para trás todos estávamos chorando! Mais uma vez o meu irmão e minha prima me pedem para irmos embora. Eu aceitei, pois não aguentava ficar mais ali, era muito ruim! E quando estávamos saindo passamos pelo outro quarto e a boneca já não estava mais lá!!!
A casa já não está lá, pois ela foi destruída para construírem uma casa ainda maior. Eu creio que realmente havia espíritos na casa, ou ainda há. Mas o que eu realmente sei é que Fantasmas existem de verdade.