Um dos projetos mais ambiciosos e devastadores da historia: O Experimento Filadélfia !!

30/03/2017 22:46

Alfred Bielek, Ph.D. em física pela Harvard, conhecido como Al Bielek afirma que estava presente no navio USS Eldridge, no Experimento Filadélfia, também tendo tomado parte no Projeto Montauk, o qual teria feito viagens no tempo.

 
Foi o que ele disse em uma palestra na Conferência da MUFON (Mutual UFO Network) em 1990, além de contar que passou 6 semanas no futuro. A maioria dos eventos que ele disse ter vivenciado estão acontecendo agora, no nosso presente.
 
Por volta de 1931, algumas pessoas decidiram que era tempo de fazer alguma coisa para revolucionar a mecânica, e foram todos à Universidade de Chicago. Os três principais envolvidos eram o Dr. Nikola Tesla, o Dr. John Hutchinson, Reitor da Universidade de Chicago, mais tarde chanceler, e o Dr. Kirtenauer, que era um físico austríaco, que tinha vindo da Áustria e estava no corpo docente da Universidade de Chicago.
 
Em 1933 Roosevelt tornou-se presidente dos Estados Unidos. Ele chamou seu velho amigo Nikola Tesla para ir até Washington, e perguntou-lhe, “Você gostaria de fazer mais algum trabalho para o governo?”, e Tesla disse, “Claro!”. Então Roosevelt disse, “Nós temos um projeto para você”. Ele iria tornar-se o diretor do que seria mais tarde conhecido como o Projeto Filadélfia. E foi assim que Tesla basicamente veio a envolver-se com esse projeto. Ele foi nomeado pelo presidente, sendo um dos grandes responsaveis por tudo. Ele foi o primeiro diretor, isto é mostrado em alguns registros, e eles prosseguiram.
 
Em 1936, houve um primeiro teste de algumas máquinas, e realmente houve um sucesso moderado. Esse primeiro teste obteve como resultado uma invisibilidade parcial, o bastante para encorajá-los e mostrar-lhes que estavam no caminho e na trilha certa, e a Marinha ficou muito interessada; este interesse começou no início de 1931, o que fez aparecer algum dinheiro para pesquisa. E em 1936 eles forneceram mais recursos, e o projeto expandiu-se como nunca antes. Bem, as coisas continuaram se expandindo a partir deste ponto, e mais pessoas vieram trabalhar no projeto.
 
Em 1940 eles conseguiram o seu primeiro sucesso real sob a direção de Tesla, num estaleiro da Marinha, em Brooklyn. Era um pequeno navio, sem ninguém a bordo. O equipamento especial foi colocado no navio. Ele foi energizado a partir de dois navios, um de cada lado, que o supriam de energia através de cabos de força; no caso de alguma coisa sair errada, eles podiam cortar os cabos, e se as coisas ficassem irremediáveis, poderiam em ultimo caso afundar o navio. Mas eles não precisavam ficar apreensivos, aquelas eram precauções que a Marinha sempre tomava.
 
.
 
Foi um sucesso completo. O pequeno navio tornou-se completamente invisível. Não havia ninguém a bordo desta vez, porque isto seria feito mais tarde, como parte do teste.
 
A Marinha estava radiante, eles sentiam isso e liberaram enormes montantes de dinheiro para a pesquisa, e o projeto foi classificado a partir de setembro de 1940, tendo sido denominado como “Projeto Rainbow" (Projeto Arco-Íris).
 
Para o sucesso do projeto, um dos nomes principais foi com certeza o de Nikola Tesla, que em 1923 afirmou ter tido contato com seres de outros planetas. Em 1899, Tesla teria conseguido uma comunicação com seres de Marte pela primeira vez. Em arquivos oficiais antes confidenciais, ficou claro que houve realmente vida extraterrestre em Marte, e tinham provas substanciais disso..
 
 
De onde ele recebeu essa informação não se sabe, mas Tesla alertou: “Nós iremos ter problemas. Iremos ter um problema muito sério. Vocês não poderão gerar a quantidade de energia necessária para fazer um navio enorme desaparecer sem ter efeitos sobre os tripulantes. Eu preciso de mais tempo. Preciso desenvolver contramedidas, para evitar que o pessoal sofra danos”.
 
A Marinha disse: “Você não pode. Você tem um prazo final. Há uma guerra em andamento. Faça isto funcionar agora. Você pode fixar a data, mas não pode mudá-la”.
 
No fim do ano de 1942, cerca de 33 voluntários para o USS Eldridge se prepararam para o grande momento, após 3 meses de treinamento. Apesar do que Tesla havia dito, sobre as chances de algo sair do controle, eles simplesmente ignoraram e foram em frente sem pensar nas consequencias.
 
A tão esperada data chegou, no ano de 1943. Al Bielek diz:
 
 “Voltamos outra vez para o porto. Todos estavam um pouco inseguros, meu irmão e eu em particular. Então nós fomos para a base, as ordens vieram para abaixar as chaves, e para ligar o equipamento”.
 
Então assim que o projeto foi reiniciado, houve um grande relâmpago azul... Neste momento, todos entraram em pânico. O navio desapareceu completamente, e eles não sabiam o que tinha acontecido com ele. Cerca de quatro horas mais tarde o navio reapareceu no porto, no mesmo lugar onde ele estava.
 
Dizem que o navio apareceu em uma Base Naval de Norfolk, na Virgínia, cerca de 600 km de distância, no mesmo momento em que foi realizado o teste.
 
Quando o navio reapareceu, foi enviado uma lancha para checar, pois os sinais de rádio não funcionavam muito bem. As pessoas que foram fazer a verificação ao chegarem lá disseram que haviam dois homens que estavam fundidos, amalgamados no aço do convés do navio. Outros dois homens estavam embutidos no aço do anteparo... Um quinto homem estava com uma mão embutida no aço do anteparo, porem ele ainda estava vivo.
 
 
 Alguns deles estavam andando de um lado para outro, completamente desorientados, realmente insanos, e fora de si. Outros apareciam e desapareciam repentinamente ao redor do navio. Todos estavam muito prejudicados.
 
 A essa altura a unica coisa clara era que o projeto havia fracassado totalmente...