O texto que mudaria nosso passado: segundo um texto contido nas Estâncias de Dzyan definitivamente seres extraterrestres visitaram, viveram e atacaram a Terra

05/09/2017 17:18

"Um grupo de seres celestes veio à Terra a muitos milhares de anos atrás num 'barco de metal' que antes de pousar circulou a Terra várias vezes. Estes seres estabeleceram-se aqui e eram reverenciados pelos homens.." 

 
 
As Estâncias de Dzyan, são uma velha compilação de antiqüíssimas lendas orientais, conservadas pela tradição oral até que surgiu a escrita. O livro foi escrito há pelo menos 3.000 anos atrás, mas alguns estudiosos julgam que alguns dos fatos nele descritos remontam há até 10 mil anos. Seja como for, existe neste livro uma passagem impressionante que relata, com riqueza de detalhes, a vinda a Terra de homens do espaço:
 
 "Um grupo de seres celestes veio à Terra a muitos milhares de anos atrás num barco de metal que antes de pousar circulou a Terra várias vezes. Estes seres estabeleceram-se aqui e eram reverenciados pelos homens entre os quais viviam. Com o tempo, porém, surgiram rixas entre eles, e um determinado grupo separou-se, indo se instalar em uma outra cidade, levando consigo suas mulheres e seus filhos".
 
"A separação não trouxe a paz e sua ira chegou a tal ponto que um dia o governante da cidade original tomou consigo um grupo de homens e viajando num esplendoroso barco aéreo de metal voaram para a cidade do inimigo. Ainda a grande distância lançou contra ela um dardo flamejante que voava com o rugido de um trovão. Quando ele atingiu a cidade inimiga destruiu-a numa imensa bola de fogo, que se elevou ao céu, quase até as estrelas".
 
Ainda no texto, todos os que estavam na cidade pereceram horrivelmente queimados:
 
"Os que estavam fora da cidade, mas nas suas proximidades, morreram também. Os que olharam para a bola de fogo ficaram cegos para sempre. Aqueles que mais tarde entraram a pé na cidade adoeceram e morreram. Até a poeira que cobria a cidade ficou envenenada, assim como o rio que passava por ela. Ninguém mais voltou a se aventurar lá e seus escombros acabaram sendo destruídos pelo tempo e esquecidos pelos homens. Vendo o que tinha feito contra sua própria gente, o chefe retirou-se para seu palácio, recusando-se receber quem quer que fosse. Dias depois reuniu os homens que ainda lhe sobravam, suas mulheres e filhos, e embarcaram todos nos navios aéreos. Um a um, afastaram-se da Terra para não mais voltar". 
 
 
 
Este pequeno texto contido nas Estâncias de Dzyan é tão claro que dispensa explicações. O difícil de entender é como esta obra pode ser considerada mitológica! Veículos aéreos certamente são resultados de uma tecnologia. Sem duvida estamos falando de visitantes extraterrestres. Se os povos antigos, há milhares de anos, não tinham meios para desenvolver tais veículos, então a quem pertencia esta tecnologia tão vista e tão documentada pelos povos da antiguidade? 
 
Um fato digno de nota é a descrição dos navios de metal voadores. Ao invés de navios podemos dizer naves pois são relativos. No inglês, spaceship, traduzido de forma literal quer dizer navio espacial. Isto porque nave vem de navio e tem a ver com navegação marítima ou aérea. Navio é navegação marítima, enquanto que aeronave é um navio aéreo, que se navega pelos ares, segundo os dicionários. Sendo assim, navios de metal voadores é sinônimo de naves de metal voadoras. Uma pequena mudança que faz uma enorme diferença no entendimento deste termo.