Entidade

03/02/2015 12:13

Quando falamos em fantasmas logo vem à mente a imagem de uma pessoa que já morreu, ou então de algo malévolo que nos assustará e nos fará mal. Mas será que é sempre assim? Não.
 
Pensemos assim: Se um fantasma é um ser humano que já viveu por aqui, entre nós, como nós, concorda que ele tem emoções e traços de personalidade como qualquer pessoa? Pode ser bravo, egoísta, rancoroso, viciado... ou bondoso, generoso, protetor... Sendo assim, não é lógico estereotipar TODOS os fantasmas de malévolos. Eles seriam apenas seres humanos sem a parte física, então por que não tratá-los como tal?!
 
Porém, você já deve ter ouvido histórias de aparições fantasmagóricas de cavalos, cães, carros, navios etc... ou seja, não há apenas fantasmas de pessoas, há também fantasmas de objetos inanimados! Mas como pode? Por isso existe uma classificação dos TIPOS de FANTASMAS que vou passar agora para você de forma sucinta. Essa classificação é baseada no livro Como Caçar Fantasmas de Joshua P. Warren.
 
Os fantasmas são então divididos em 5 categorias básicas:
 
1. Entidades
2. Impressões
3. Distorções
4. Poltergeists
5. Naturais
 
Vamos analisar cada uma destas categorias e publicaremos toda sexta-feira uma delas. Hoje vamos iniciar com entidades.
 
 
ENTIDADES
Esses são o tipo que mencionei lá no início, são aqueles fantasmas que tem consciência e interagem com o meio. Geralmente de pessoas que já se foram, partindo do princípio que somos um corpo físico que armazena um corpo energético, uma consciência, algo que não morre, o "eu" essencial. Sendo assim a casca (corpo físico) uma hora "estraga" e se decompõe, mas nós continuamos por aí, sem essa casca, em forma de energia, de consciência.
 
Sendo assim, as entidades tem consciência, tem inteligência, são aquelas que respondem quando perguntamos "Tem alguém aí?", aquelas que fazem coisas de propósito, boas ou ruins.
 
Mas por que uma entidade fica por aqui, no plano físico, em vez de ir para "o outro lado"?
Mais uma vez, tente olhar para as entidades como seres humanos sem o corpo físico. Não sabemos se existe um "lado de lá", um céu ou um inferno, isso entra mais na parte religiosa, aqui vamos tentar pensar de maneira lógica. Se por exemplo uma pessoa morre jovem, de forma violenta, provavelmente essa pessoa vai continuar por aqui em forma de "fantasma", entrando na categoria de "Negócios Inacabados".
 
Fantasmas de animais são
constantemente vistos em diversos
ambientes.
Pense em você, sendo jovem e de repente se vendo "morto", deixando seus pais totalmente angustiados e tristes, seu sonho de ir para a faculdade, sua namorada, seus amigos que estavam combinando aquela festa de fim de ano... O que você faria?
 
E se quem morre era viciado em cigarro, bebidas alcoólicas ou drogas? Ele morre e tudo simplesmente desaparece? Ou, como dissemos, o que morre é apenas o corpo físico, a mente, os vícios, comportamentos bons ou ruins continuam como antes? Sendo assim, um viciado continuará viciado e continuará frequentando os lugares onde existe consumo de álcool, cigarro, drogas...
 
Outro caso comum é o apego material, pessoas com posses que morrem e não querem deixar suas mansões e fortunas para trás. Elas permanecem em suas casas e se irritam muito se algum "intruso" começa a morar na casa que "é" sua e ainda promove reformas nessa casa.
 
Esta seria uma fotografia tirada durante uma investigação na
casa em Amityville. A criança que aparece na foto parece ser
um dos irmãos assassinados na casa. Esse seria um exemplo
de Entidade. Pois ele observa quem tira a foto, parece surgir
curioso na porta. Devido às circunstâncias de sua morte, 
não é surpresa que o espírito da criança fique perdido 
do "lado de cá".
 
Tudo isso se dá à confusão na mente da pessoa que morreu, ela meio que percebe que não acabou, ela, de certa forma continua viva, portanto quer continuar na sua casa, frequentando seu barzinho favorito etc. Lugares onde ela está familiarizada e se sente segura. Por isso muitas vezes a luz do seu abajour amanhece acesa, quando você a deixou apagada, ou talheres se movem sozinhos na cozinha...
 
Existem aqueles que permanecem ligados a uma pessoa. O marido ciumento que morreu e agora não quer ir embora para ficar ao lado da esposa, observando-a o tempo todo. A criança que não quer ficar sem os pais (e por diversas vezes acaba se apegando a um morador que lhe passe a impressão de uma figura materna, por exemplo). Ou ainda fantasmas que buscam vingança, aqueles que foram assassinados e permanecem atormentando o seu assassino (eu acho que todos os fantasmas deveriam atormentar seus malfeitores! Como neste filme), muitas vezes levando-os à loucura.
 
Outros espíritos permanecem por simplesmente acharem que ainda estão vivos. Não percebem que morreram. Isso é muito bem ilustrado no filme O Sexto Sentido, de 1999. Essas pessoas (entidades) continuam indo trabalhar, continuam com suas tarefas domésticas... continuam achando que estão vivas no plano físico.
 
Hilary Evans e Patrick Huyghe, em The Field Guide to Ghosts and Other Apparitions dividem ainda as entidades em 3 tipos:
 
- Fantasmas do Passado: são aqueles a que estamos mais familiarizados. Geralmente quando pensamos em entidades pensamos nesse tipo de fantasma. Pode ser um espírito que está adiando seguir em frente, ou que deseja realizar alguns objetivos rápidos - acertar algumas pendências - antes de deixar o plano físico. É diferente da assombração, um fantasma que permanece no plano físico por décadas, séculos ou até por mais tempo.
 
 
Pessoas que conseguem se desprender
do corpo físico podem ser vistas como
fantasmas de pessoas vivas.
- Fantasmas do Presente: Esses são aqueles fantasmas de pessoas vivas. Isso mesmo. Casos onde uma pessoa consegue projetar seu corpo etéreo (viagem astral) e alguém acaba visualizando esse "fantasma". Ou ainda quando um ente querido está em perigo ou em estado debilitante e acaba aparecendo por alguns segundos para algum parente. A pessoa está viva, mas é possível ver de forma bem rápida sua imagem. Há também casos em que um "duplo fantasma" aparece, ou um doppelganger. Há quem relate ter visto, por alguns segundos, um amigo ou parente passando por perto, e depois se dar conta de que essa pessoa estava em outro lugar no momento da aparição, ou ainda pessoas que cruzaram com elas mesmas na rua. Esses são casos de Fantasmas do Presente.
 
Fantasmas do Futuro podem também 
ser chamados de "arautos". Geralmente 
vem avisar de acontecimentos futuros.
- Fantasmas do Futuro: Como os fantasmas do presente, essas entidades costumam aparecer apenas uma vez. Geralmente trazem alguma mensagem do futuro, um aviso, e são conhecidos como arautos. Existem casos onde funcionários de asilos de idosos relatam ver bem em frente alguém prestes a falecer uma figura alta vestida de preto (como o anjo da morte), ou ainda espectros alados planando silenciosamente pelo corredor em direção ao quarto de um paciente. Esse tipo de Fantasma pode também impedir a morte, como em um caso onde o casal dormia durante a madrugada e o homem foi acordado pelo espírito de seu pai já falecido, dizendo à ele para se levantar e partir imediatamente com sua esposa. Então o homem logo percebeu que sua casa estava em chamas! E se não fosse o aviso de seu pai, eles provavelmente teriam morrido. Um caso curioso onde um Fantasma do Passado (o pai que já havia morrido) veio avisar de uma tragédia futura.
 
Demônios são também
Entidades, só que 
"não humanas"
Entidades Não-Humanas
Não podemos esquecer que parece haver também as "entidades não humanas" que seriam os demônios (talvez anjos também?). São seres que não são humanos, porém estão por aí no mundo "invisível", normalmente causando danos às pessoas. São mais perigosos e mais difíceis de lidar.
 
Portanto, aproximadamente 60% a 70% das atividades fantasmagóricas é produto de uma entidade.
 
Então lembrem-se das características de uma Entidade:
1. São seres conscientes
2. São normalmente humanos ou animais que morreram
3. Com frequência usam o ambiente elétrico para se manifestar
4. Podem criar tanto experiências objetivas quanto subjetivas
5. Podem vir do passado, presente ou futuro
 
Fonte:
- Livro Como Caçar Fantasmas, Warren, Joshua P. pag 15-73
 - Assombrado

Leia mais Mistérios / Clique na imagem