Dragões "A verdades por trás da lenda"

29/08/2014 23:14

Reais ou não, os dragões são seres fantásticos e segundo a Bíblia, não só eles existem, mas possuem poderes para destruir o planeta!

Reais ou não, os dragões são seres fantásticos, nenhuma outra criatura possui tantas variações ou formas, sem falar em suas personalidades que podem variar desde maléficos a criaturas bondosas, inteligentes e amigas dos seres humanos.

Os cristãos evangélicos e católicos acreditam fielmente na existência de dragões, mesmo porque o livro sagrado deles que só fala a verdade, enfatiza a existência dos dragões, os quais possuem poderes para devastar todo o planeta.

A bíblia cita três dragões distintos.

O primeiro, metaforicamente é associado à serpente do Éden, seria um título que o Arcanjo Lúcifer recebera, cujo significado é ‘traidor, serpente’. Leia em Apocalipse 12:7 - E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão; Apocalipse 20:2 - Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.

O segundo dragão citado é um animal, sua descrição em detalhes podemos encontrar em Apocalipse 12:3 - ...e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.

O terceiro é o dragão como o conhecemos, monstro da terra ou do mar: Leia sua descrição detalhada em Livro de Jó 41, onde ele é eleito como  rei de todos os animas ferozes.

JÓ 41: "Ninguém debaixo do céu, se através a provocá-lo. Ninguém jamais despojou sua couraça, ninguém jamais penetrou a dupla fila de seus dentes. Ninguém jamais abriu sua boca. Seu dorso é um aglomerado de escamas, cujas juntas são estreitamente ligadas. De suas narinas saem relampejos de luzes, e de sua boca saem chamas ardentes de fogo. Seu hálito queima como brasas. Seu pescoço resiste a toda a força. Suas patas são juntas ao seu corpo, Seu coração é duto como pedra. Se alguém investe contra ele, nada lhe servem, nem lança, nem espadas, nem flechas. O ferro para ele é como palha. Na terra faz o chão queimar e no mar o faz ferver como um queimador de perfumes. Deixa para trás de si um caminho luminoso. Não há na terra animal que se assemelhe a ele. Ele é o rei de todos os animas ferozes."

É totalmente equivocado acreditar que a bíblia ao cita palavra dragão, está apenas se referindo simbolicamente ao Diabo. Para dissipar totalmente esta dúvida, vamos recorre a verdade que esta escrita em: Gênesis 1:21 – “Deus criou os Monstros-marinhos e todos os seres vivos que se movem nas águas...” Ficando claro assim a criação dos Monstros-marinhos, conhecidos também como serpentes-marinhas ou dragões-marinhos, fase inicial da evolução dos dragões terrestres e alados.

Enganaram-se aqueles que pensavam que dragões só existiam em historinhas infantis.

No catolicismo é possível encontrar imagens de dragões ornamentando templos e casas de fiéis. Estamos falando do dragão companheiro de São Jorge, santo que é padroeiro da Inglaterra, Portugal, Geórgia, Catalunha, Lituânia, da cidade de Moscou e co-patrono da cidade do Rio de Janeiro.

Na lenda, que não há fundamentos históricos: São Jorge ao chegar em Syle’n, uma cidade da Líbia, tomou conhecimento de que a princesa Sabra, filha do rei iria ser sacrificada a um dragão que possui hálito venenoso e pele tão dura que resistia a mais afiada das espadas. Ele tomou seu cavalo e enfrentou o dragão quando saia de sua caverna, mato-o com um golpe de lança que perfurou sua garganta. Por fim libertou Sadra, se casaram e viveram felizes na Inglaterra. Acredita-se que este conto foi uma cristianização de outras lendas pagãs: - como a nórdica de Sigurd, que matou o dragão Fafnir, guardião de uma caverna cheia de ouro. - E a lenda de Perseu, herói grego, que após decapitar a Medusa, na volta para casa, matou um terrível dragão marinho e libertou a linda Andrômeda, com quem se casou.



Santa Marta irmã de Lázaro, após a morte de Jesus, teve sua família banida da Judéia. Durante sua viagem por onde passava, pregava as boas novas de Jesus e fazia milagres. Tomando conhecimento de seus prodígios, os habitantes Tarascon vieram lhe pedir ajuda contra um dragão que estava matando todos da cidade. Marta confiante foi atrás do dragão, dominou e o prendou com um cinto, depois levou até a cidade onde foi morto na praça pelo povo. Marta atribuiu este milagre à fé que tinha em Jesus Cristo, seu Salvador. (dia de sua festa 29 de Julho).
 


DRAGÃO vem diretamente do grego “drákon” e do latim “dracone”, que significa serpente ou cobra. No inglês antigo foi “draca” que originou a palavra dragon.

Na maioria das histórias ele é descrito como uma serpente alada com duas ou quatro patas. Vive cavernas geralmente protegendo um tesouro e quase sempre tem uma donzela em perigo na história. Alguns possuem poderes mágicos e soltam fogo pelas ventas. Lendas mais antigas dão contas de dragões que viviam no mar, conhecidos como serpentes marinhas. A origem da crença neste ser, acredita-se, está associada à observação de fósseis de dinossauros por povos antigos. Histórias com estas criaturas fabulosas são encontradas nas mais diversas culturas, passando não só pela ocidental, mas pela oriental também.

É justamente do outro lado do mundo que encontramos uma enorme variedade de dragões. Ao contrário da concepção ocidental, os dragões chineses, por exemplo, são criaturas boas e inteligentes; Voam, mas não possuem asas, eles deslizam pelo ar aproveitando as correntes dos ventos. São seres espirituais que vivem no céu ou nas águas dos rios e mares. Variam de tamanhos podendo chegar a cem metros de comprimento. Os dragões de cinco garras são considerados imperiais e ornamentam roupas e brasões da realeza, os demais dragões possuem quatro garras. No horóscopo chinês existe até mesmo um signo dedicado ao dragão.

Simbolicamente o Dragão Chinês representa; força, heroísmo e masculinidade da energia yang. Mas quando dois dragões são colocados juntos eles formam o yang yin, simbolizando a eternidade.

No ocidente, nem sempre ele representa o demônio. Ele pode também simbolizar heroísmo e coragem. Muitas guardas são chamadas por dragões, como a Os regimentos de “dragões” franceses e os soldados "Dragões da Independência" no Brasil.

Na psicologia, o dragão representa o “medo e a angustia” que atormenta o inconsciente.

Ainda hoje em plena era digital, esta criatura continuam encantando bilhões de pessoas de todas as idade ao redor do mundo, seja como temas de filmes e desenhos; Dragon ball, Caverna do Dragão, Coração de Dragão, Eragon, seja como jogos, rpg, tatuagens, Santos e bestas apocalípticas, estátuas em praças públicas, e também como criaturas reais, sim porque para os biólogos dragões existem!

 

 

Dragões Reais

Dragão Marinho (Phyllopteryx taeniolatus) peixe da mesma família dos cavalos-marinhos pode atingir até 45cm de comprimento. O mais incrível deste raríssimo animal é: quem engravida é o macho e não a fêmea!

 

Dragão de Komodo (Varanus komodoensis) é o maior dos lagartos que existem na terra. Habita na ilha de Komodo na Indonésia, se alimenta principalmente de carniça e pode chegar a 3m de comprimento. Ganhou este nome por sua semelhança com os dragões mitológicos. Sua saliva possui bactérias letais, no caso de uma mordia a vítima morre em poucos dias por infecção generalizada. Alguns estudiosos acreditam que eles também sejam peçonhentos, como as cobras.

 


Fonte : www.assombrado.com.br