Conheça o Qasr al-Farid esculpido em uma única rocha, e abandonado no meio do deserto

04/07/2017 09:16
Na paisagem árida do deserto da Arábia Saudita, um antigo túmulo esculpido em uma única rocha sobe a uma altura de cerca de quatro a cinco andares. Erguida há milhares de anos pelos construtores da Cidade de Pedra de Petra, Qasr al-Farid é uma das estruturas de pedra antigas mais impressionantes da superfície do planeta. 
 
 
 
Abandonado no meio do deserto, o antigo túmulo esculpido em uma única rocha é conhecido como Qasr al-Farid, ou o castelo solitário.
 
Acredita-se que a estrutura inacabada data especificamente ao reinado dos nabateus. Localizado perto do local pré-islâmico de Madain Saleh a cerca de 1.400 quilômetros a norte da capital  Riyadh, Qasr al-Farid é um dos 131 túmulos monumentais que foram esculpidos há séculos na área.
 
Embora muitos se refiram ao Qasr al-Farid como o 'castelo solitário', ao invés de ser um castelo, é um túmulo. Dos 131 túmulos da região, Qasr al-Farid é um dos túmulos mais famosos de Madain Saleh. É chamado de castelo solitário porque estava completamente isolado de outros monumentos da região.
 
Embora os pesquisadores saibam que nunca foi concluído, ainda não temos ideia de para quem este magnífico túmulo foi realmente construído.
 
 
 
O castelo solitário é considerado o símbolo mais emblemático de Madain Saleh. Sua fachada impressionante, aparada em uma massa de rocha solitária de arenito, permite a todos testemunhar como os nabateus cinzelaram seus edifícios de cima para baixo.
 
Embora o túmulo nunca tenha sido terminado, permaneceu em boas condições graças ao clima árido. 
 
Há 2.500 anos, os nabateus começaram a construir cidades incríveis - entre elas a magnífica cidade de Petra na Jordânia - e desenvolveram atividades agrícolas, políticas, arte, engenharia e astronomia.
 
Cidade de Petra na Jordânia
 
Os especialistas apontam que os nabateus eram uma aldeia de comerciantes nômades que podem ter tido origem em uma área perto de Iêmen ou da atual Arábia Saudita.