Casa construída acima do velho cemitério

22/02/2015 15:30

Relato 

Primeiramente gostaria de falar sobre o lugar onde eu moro, New Jersey, Estados Unidos. Quem assiste Paranormal Witness, Paranormal State, Assombrações etc, pode perceber que a maioria dos casos acontecem por esses lados onde estou, principalmente no estado da Pennsylvania, as cidades são muito antigas e por esse motivo eles desmontaram antigos cemitérios para construir casas e predios no lugar, pertubando o "descanso" dos espíritos que lá estão.
E isso acontece exatamente onde eu moro.
Me mudei para este apartamento em janeiro de 2010, com minha tia, meu primo e uma amiga nossa.
Desde que nos mudamos escutávamos barulhos de armários batendo na cozinha e quando íamos ver não tinha nada. Eu sempre senti uma presença me acompanhando quando eu ia ao banheiro, meu primo confirmou que também sentira.
Até que um dia essa nossa amiga relatou que havia visto um espirito de um homem bem alto.
Sempre soubemos que havia espíritos na casa, mas como nunca nos atacaram, somente rezávamos para que se fosse bom poderia ficar ali, mas caso contrário pedíamos proteção e rezávamos para que fosse embora.
O tempo passou e nada de anormal, fora os barulhos. Minha tia sofreu uma operação e ficou sem poder trabalhar por quase 2 anos. Em meio a recuperação dela, a mulher do meu primo mais velho (o outro irmão, que não mora conosco) viu um rapaz de branco dizer a minha tia na cozinha:
- Que bom que você já está cozinhando!
E ela foi direto no quarto do meu primo com o filho dela dizendo que iria cumprimentá-lo, já que ela pensou que ele não estava em casa... e ele realmente nao estava. Minha tia disse isso para ela, e ela insistiu em dizer que havia visto um rapaz alto falando com minha tia.
Em outubro do ano passado minha avó veio do Brasil nos visitar junto com meu avô. Ela relatou para minha tia ter visto um homem sentado no colo do meu avô.
Um dia eu levantei e meu primo veio me perguntar se eu tava zoando a cara dele, porque ele ia na cozinha e acendia a luz e alguém apagava, ele voltava para o quarto e quando voltava para a cozinha a luz estava apagada, por pelo menos umas 3 vezes ele brigou com o fantasma. Eu nem havia saido do quarto.
Um tempo depois minha tia foi acordar meu primo para tomar cafe com ela, ele respondia rosnando, ela abriu a porta do quarto e o menino a atacou! Dizia que iria voltar para o Brasil, que não aguentava mais isso aqui, teve um acesso de raiva, minha tia conta que olhou nos olhos dele e viu que ele não era o meu primo, que ele fora possuido, digamos assim.
Após isso, minha tia abismada com esse episódio procurou uma médium muito conceituada na nossa região, uma imigrante brasileira também, muito espiritualizada.
A primeira consulta ela disse que não conseguia ver o que havia na nossa casa, pois ela via minha tia sair do quarto e não conseguia atravessar a barreira escura que havia na entrada. Que havia uma senhora na casa que gosta da gente e não nos faz mal e que havia algo ruim num quadro que pertence a dona da casa e pediu para nunca retirar o quadro.
Na segunda consulta ela conseguiu ver que existe uma família morando nessa casa, uma mulher seu esposo e sua filha. Eu havia visto a mulher andando na sala, e também a vi na frente do espelho, e também vi um homem sentado no sofa.
No dia da minha consulta com a medium, antes de dormir eu rezei e pedi proteção para os anjos e para os espiritos evoluidos que pudessem me ajudar, eu fechei os olhos e vi 3 silhuetas brancas bem iluminadas e senti a presenca dos anjos, mas a criatura foi mais forte e eu vi um ser na minha cama deitado em cima de mim, pele vermelha, olhos amarelos, um dito demônio. Um pouco antes, minha tia escutou um rosnado ao lado dela, e ela não teve coragem de olhar, isso foi na mesma noite.
Na minha consulta a medium disse que há 2 homens na cozinha, um negro que segue minha tia e também dorme ao lado dela e um homem bom que briga com esse que é mal.
Abrimos a bíblia no salmo 66 em nossa casa, salmo das almas perdidas que precisam de orações, essa medium nos disse que não adianta acender velas porque existem muitos espiritos na casa, afinal era uma região deles, era um cemitério! Cá estão morando muitos espiritos mal intecionados, eles atrapalham nossa vida, se acender velas, eles atrapalham. 
A medium sempre que encontra com minha tia pede para nos mudarmos desta casa o mais rapido possivel, os espiritos acham que o local pertence a eles e que ficarão nesta casa por muito tempo ainda, e que as pessoas que moram na rua toda estão sendo sugadas pelos espiritos também.
Estamos nos mudando no fim do mês de outubro para um lugar bem mais afastado, vamos pedir proteção para a casa nova, e nesta casa rezaremos e acenderemos velas para que nenhum espírito nos siga.
Espero que tenham gostado, estamos gravando os barulhos a noite (já apareceu muita coisa esquisita, cochichos, gente falando, e os armários batendo como sempre. Ui! medo...)
Estou querendo comprar uma câmera com visão noturna ou um kit de investigador paranormal, visto que aqui nos EUA eletrônicos são bem em conta.
Minha tia pediu para não mexer com eles, então eu penso em enviar esse relato para algum programa daqui mesmo. E que viessem investigar antes de nos mudarmos.
Sempre compramos caixas com garrafas de água e guardamos essas caixas no armário da cozinha. Um dia minha tia e um conhecido escutaram um barulho e viram o gato correr para a frente do armário querendo pegar algo que estivesse ali dentro. Um tempo depois minha tia pegou uma garrafa de água e notou que ela estava gelada, quando foi ver, a caixa toda estava gelada sem estar na geladeira.
Nosso gato sempre fica olhando para o nada e às vezes se assusta com coisas que nós não vemos, ou mesmo brinca com essas coisas.
Bom, sobre os barulhos que estamos gravando à noite, são muitos cochichos, gritos... alguns nós conseguimos entender. No meu quarto escutei um cochicho dizendo "Dormir", no quarto da minha tia ela grava muitos cochichos falando o nome dela ou dizendo "Nao".
Ela me contou que estava dormindo e quando acordou no meio da noite viu de canto de olho algo ao lado dela, quando ela se virou viu uma menina, que seria a filha da mulher e do homem que eu vi na casa, e segundo a medium, a família que mora aqui.
Eu tenho muitos sonhos ruins e um deles que mais me assustou era que eu estava em um banheiro desconhecido e eu vi um homem sem rosto vestindo um moletom cinza aparecer na minha frente do nada, acordei no maior susto.
Onde eu trabalho e na mesma rua onde eu moro, era parte do cemitério também. Meus colegas de trabalho me relataram que estavam sozinhos conversando e o rádio ligou sozinho por duas vezes. Outras duas colegas me relataram que estavam distraidas e a tampa da máquina encaixadinha no lugar caiu no chão e as duas levaram um susto muito grande porque não havia como cair se estava no lugar certo.
Depois, eu e um outro colega presenciamos um copo andar sozinho por uns 10cm. Não tinha como, era impossivel! O copo estava seco e ao lado da pia também. Eu fiz o teste: coloquei água abaixo do copo, ele não andou, molhei a pia e coloquei o copo e ficou paradinho. Foi muito estranho.
Eu sinto que as pessoas que vivem aqui andam para trás, e com certeza são os espíritos que provocam essas revoltas nesse povo. A médium disse que como aqui existia um cemitério, não há como fazer qualquer tipo de ritual, pois sempre vão aparecer mais espiritos. Não há jeito, a não ser mudar desse lugar para um lugar mais afastado. Cemitérios pertencem aos mortos e somente a eles.