Black Shuck - A descoberta que surpreendeu historiadores, e pode alterar a história !

24/08/2016 23:42

Ossos de uma criatura mitológica são encontrados em sítio arqueológico. A descoberta surpreendeu muitos pesquisadores, já que isso pode mudar a historia, e dar uma nova perspectiva sobre a existencia de outras criaturas - consideradas apenas lendas - que possivelmente teriam existido no passado... 

 
 
 
De acordo com textos antigos Black Shuck, - nome supõe ser provenientes de uma antiga palavra em Inglês -  significa "demônio negro", a besta de 7 pés altura que apareceu como um portador da morte em muitos contos antigos a mais de 500 anos atrás. Durante o século 16, 'Black Shuck' era temido pelos habitantes do Reino Unido, devido ao número de mortes brutais que teria cometido. Segundo as descrições se tratava de um "cão do inferno" gigante com olhos ardentes avermelhados. 
 
Agora, mais de 500 anos depois das lendas sobre o cão do inferno, os arqueólogos parecem ter descoberto os restos do 'Black Shuck' nas ruínas de Leiston Abbey em Suffolk, em um tumulo sem nome com trinta polegadas de profundidade, tambem foi achado várias peças de cerâmica em torno do corpo.
 
Leiston Abbey
 
De acordo com os cálculos iniciais os restos pertencem a um 'cão macho' de pelo menos sete pés de altura que pesava cerca de 90 quilos.
 
É possível que esses restos pertençam ao portador do terror lendário que causou estragos entre a população de East Anglia?
 
"A história do Black Shuck tem que ter se originado de algum lugar e, quem sabe, ele poderia ter se originado a partir do cão que foi enterrado aqui" - disse o diretor do projeto Brendon Wilkins da escavação em Dig Ventures
 
Ainda é um enigma porque uma criatura dessas foi enterrada em uma terra santa, após todas as atrocidades que teria cometido, o qual lhe deu a fama de "portador da morte" 
 
 
Segundo o que o folclore local afirma, Black Shuck apareceu inicialmente durante uma tempestade brutal em 4 de Agosto, 1577, na Igreja da Santíssima Trindade em Blythburgh, quase sete milhas de Leiston em Suffolk. Os moradores temerosos encontraram abrigo no interior da igreja, mas, apesar das enormes portas de madeira que guardavam a igreja, o Black Shuck conseguiu entrar.
 
De acordo com o livro do reverendo Abraham Fleming "A Straunge and Terrible Wunder": 
 
Este cão negro, semelhante ao diabo, correu para cima e para baixo pela igreja durante todo o tempo com uma grande rápidez entre o povo, a velocidade é incrivel,  (...) passando entre duas pessoas que estavam ajoelhadas sobre seus joelhos, concentradas com a oração ao que pareceu, a criatura torceu o pescoço de ambas em um instante jogando-as para trás, morrendo estranhamente ajoelhadas .
 
 
Testes de radiocarbono parecem indicar que os restos do animal correspondem ao momento em que o "Black Shuck" estava aterrorizando a população de Eastern Anglia. Parece que nem todas as lendas são apenas lendas, e apesar de muitos acreditarem que a mitologia está longe da realidade, desta vez, a própria ciência provou que não é bem assim. A única questão que permanece é, o que mais considerado como apenas mitologia, pode ser real, e realmente representa parte da historia?