As incríveis civilizações encontradas no fundo do oceano - A nova Atlântida

15/06/2016 20:53

Um inacreditavel mundo submarino - O mais perto de Atlântida que uma descoberta pode chegar

 
 
 
 
Atlântida da Grã-Bretanha - agora debaixo do Mar do Norte - ligava a Grã-Bretanha ao continente europeu durante e após a última Era Glacial.
 
Este mundo submarino enorme foi engolido pelo oceano a milhares de anos atrás. Os pesquisadores descobriram que inúmeras culturas habitavam a região antes que os altos níveis de água cobrissem a área.
 
 
 
Doggerland era uma extensa área de terra que estáva localizada sob o Mar do Norte. Esta enorme área de terra uma vez conectava a Grã-Bretanha ao continente europeu. De acordo com uma série de levantamentos geológicos, Doggerland se estendia por todo o caminho da costa leste da Grã-Bretanha a Países Baixos e costas ocidentais da Alemanha.
 
Os arqueólogos acreditam que existem inúmeros artefatos no fundo do mar que precisam ser recuperados, a fim de ajudá-los a reconstruir o que ocorreu á mais de 7.000 anos atrás. Até agora, os navios têm trazido à superfície restos de mamutes, leões, outros animais terrestres, e uma série de ferramentas pré-históricas e armas.
 
A área de terras habitadas pelos povos antigos foi inundada pela elevação do nível do mar por volta de 18.000 e 5.500 aC. Os arqueólogos acreditam que a área era um habitat rico para antiga habitação humana durante o período Mesolítico.
 
Arqueólogos referem-se a ele como o coração real da Europa. O local foi descoberto por uma equipe de pesquisadores que incluem; climatologistas, arqueólogos e geofísicos, que mapearam Doggerland usando novos dados fornecidos pelas companhias petrolíferas.
 
 
 
 
Mergulhadores pertencentes às companhias de petróleo são os totais responsáveis por fazer este incrivel achado. Os investigadores acreditam que esta terra antiga foi rota de muitos mamutes e vastas populações humanas. Poderia ser uma real Atlântida perdida nas águas.
 
Os pesquisadores têm especulado a sua existência durante vários anos a partir de ossos dragados por pescadores na área do Mar do Norte
 
Recentemente, cientistas britânicos começaram a usar a tecnologia 4D para explorar esta vasta área de terra, a fim de entender como o local parecia antes de ser devorado pelo aumento dos níveis do mar a mais de 7.000 anos atrás. A tecnologia 4D permitirá que os investigadores descubram ainda mais informações, não só sobre a terra, mas sobre territórios, colônias, e culturas que datam de milhares de anos.
 
Arqueólogos acreditam que a área media mais de 150.000 quilómetros quadrados e tambem foi habitada por numerosas culturas "pré-históricas".
 
Os pesquisadores foram capazes de entender precisamente o tipo de vegetação que cresceu na região, bem como que tipos de animais vagavam sobre Doggerland. Vários artefatos foram recuperados durante numerosas expedições de mergulho; pesquisadores descobriram uma grande quantidade de informações sobre o estilo de vida e o comportamento dos habitantes de Doggerland, uma maior exploração da área irá certamente produzir um grande aumento de informações que iram ajudar os cientistas a reconstruir este vasto mundo submarino "perdido" ..