As estatuetas de homens lagartos de 7000 anos

01/05/2017 16:50

O que a humanidade antiga tentou descrever com as estátuas reptilianas de 7.000 anos de idade? Esses seres enigmáticos realmente existem ou existiram na Terra? Novas descobertas sobre a verdade por trás das estatuetas reptilianas deixaram estudiosos tradicionais preocupados, isso desde a sua descoberta há quase um século.

No sítio arqueológico de Al-Ubaid, os pesquisadores encontraram inúmeros artefatos pré-sumérios que datam de pelo menos 7.000 anos. Entre esses itens, estatuetas de aparência estranha que misturam formas humanoides e lagartos foram descobertas.
 
O período Ubaid é um período pré-histórico da Mesopotâmia, o lugar onde, de acordo com muitos, a civilização moderna foi iniciada com os sumérios.
 
Estranhamente, assim como ocorreu com os sumérios, a origem da cultura ubaidiana continua a ser um profundo mistério para os estudiosos modernos. É como se essas culturas antigas tivessem surgido de um dia para o outro.
 
A cultura Ubaid é caracterizada por grandes povoações, com a construção de casas de tijolo - de barro - com elaborados desenhos e a aparição dos primeiros templos da arquitetura. 
 
 
De acordo com pesquisadores foi durante este período que muitos avanços na sociedade foram feitos, as pessoas começaram a pensar de forma diferente e agir de forma diferente. Esta evolução no pensamento levou a cultura Ubaid a ter uma melhoria social muito grande; Os assentamentos tornaram-se cidades ainda maiores; Os métodos de irrigação evoluiram; Ferramentas se tornaram mais avançadas, e tudo isso em combinação, levou à construção dos primeiros monumentos em grandes proporções.
 
O que torna essa cultura tão interessante além de seus avanços sociais e arquitetônicos são as descobertas feitas em Tell al-'Ubaid. O local começou a ser escavado em 1919, ajudando os pesquisadores a entender essa cultura, mas há alguns itens que deixaram os arqueólogos intrigados.
 
Esses itens incluem estatuetas humanoides com características de lagarto, tanto masculino quanto feminino. Uma das mais estranhas estatuetas é de uma mulher com características de lagarto segurando um bebe no colo com as mesmas características - incluindo olhos amendoados.  
 
 
Os arqueólogos ficaram surpresos com essas descobertas, e nenhuma explicação oficial foi apresentada a respeito do porque a cultura Ubaid fez essas figuras estranhas com aparencia de humanoides reptilianos... Alguns até sugeriram que a adoração dos Deuses Reptilianos está estritamente ligada aos Antigos Anunnaki.
 
Arqueólogos afirmam que, dadas as poses em que essas estatuetas foram representadas, como a figura do 'lagarto feminino' segurando um bebê durante a amamentação, sem duvida não eram objetos usados para rituais, assim sendo, o propósito dessas estatuetas continua a ser um mistério para a arqueologia. Será que a cultura Ubaid realmente viu seres parecidos com lagartos andando entre eles?
 
Kukulcán era a versão maia do deus asteca Quetzalcóatl, a serpente emplumada. Para os maias "kukul" significa sagrado ou divino e "can" significa serpente.
 
 
Curiosamente olhando para trás em nossa história, vamos descobrir que o culto reptiliano não é exclusivo da antiga Mesopotâmia. De fato, as criaturas semelhantes a lagartos estiveram presentes em muitas culturas em culturas antigas, Quetzalcoatlkukulkan, eram divindades astecas e maias representadas na forma de uma serpente. Curiosamente, os antigos sumérios representaram uma das suas divindades mais importantes 'Enki' como um deus serpente. 
 
Existe muitos petróglifos antigos localizados em todo mundo retratando seres de aparência estranha como homens lagartos, ou criaturas semelhantes á repteis (serpentes). 
 

Fonte