As duas cidades maias perdidas encontradas no meio da floresta no México

29/10/2016 14:00
 
 
A análise de imagens aéreas de uma floresta do sudeste do México ajudou pesquisadores a encontrar duas incríveis cidades maias, que tiveram seu ápice entre 600 e 900 D.C. O líder da investigação, o pesquisador Ivan Sprajc, da Academia de Ciências e Artes da Eslovênia, acredita que outras dezenas de cidades também poderão ser encontradas. No caso, foram achadas agora Lagunita e Tamchen, na península de Yucatán, que foram identificadas em imagens aéreas em abril.
 
Assim que, finalmente, os pesquisadores chegaram ao local, encontraram construções que lembravam um palácio e pirâmides - uma com quase 20 metros de altura. Outra estrutura que chamou a atenção foi a de uma fachada que parece a boca de um monstro, como se fosse um portal para o local. Estima-se que essas localidades maias tenham abrigado 40 mil pessoas, numa área de 10 a 12 hectares. As escavações ainda não tiveram início.