10 Portais para o Inferno

05/06/2015 01:50

Ao longo da história existiram muitas lendas relacionadas com ''os portais do inferno'' que as pessoas pensavam existir na Terra. Essas crenças populares fizeram com que alguns dos locais mais insólitos tenham se convertido em ''portas do inferno'' até os nossos dias. Conheça 10 deles...

 
10. Plutônio de Hierápolis
 
 
Localizado em Pumukkale, Turquia é considerado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1998. Na área conhecida como Plutonium no Templo de Apolo, se encontra uma antiga fenda que a tradição considerava como uma entrada ao inferno.
 
 
09. Fengdu
 
 
Na orla norte do rio Yangze, Fengdu é conhecido por ser um local de descanso para os espíritos dos mortos. A lenda do lugar surgiu quando dois servidores públicos da corte imperial da Dinastia Han do Leste da China, Wang Fangpin e Ying Changsheng, chegaram às periferias da cidade para praticar ensinos taoistas. Posteriormente, as pessoas começaram a unir seus sobrenomes, o que soava a algo parecido a "Rei do Inferno" em chinês.
 
08. Vulcão Masaya
 
 
Localizado na Nicarágua, Seu nome significa "montanha que arde", e quando os espanhóis chegaram no século 16, acharam que era a "boca do inferno" porque os indígenas consultavam a uma bruxa dentro do vulcão no qual, o cronista Gonzalo Fernández de Oviedo supôs que ela era o próprio diabo.
 
07. Lacus Curtius
 
 
Embora hoje em dia não aparente ser muito impressionante, muitas histórias giram em torno dessa cavidade no centro do Foro Romano na Itália. A mais conhecida é a difundida por Tito Lívio a respeito do momento em que a terra se abriu no centro do Foro, formando um enorme abismo que nada nem ninguém podia cobrir. Ante esta situação, o povo consultou a um oráculo que declarou que, os cidadãos deviam lançar dentro o que tivessem de mais valor, e o jovem Métio Cúrcius se lançou pelo bem comum e só assim o espaço se fechou.

 

06. Purgatório de São Patrício
 
 
Localizado em Lough Derg, Irlanda, conta a lenda que Cristo apareceu a Patrício e o conduziu até uma gruta onde havia um fosso que era a porta do Purgatório. Enquanto esteve ali, São Patrício teve visões dos tormentos do inferno. Desde o século 12, Lough Derg foi um importante lugar de peregrinação para os católicos apesar de que a gruta foi selada em 1632.
 
05. Vulcão Hekla
 
 
Está localizado na Islândia e ainda segue ativo. No século 12 criou a reputação por ser a porta do inferno já que um poema considerava o lugar como a prisão de Judas. Essa reputação continuou inclusive após suas repetidas erupções. Hoje em dia as superstições populares contam que é um local onde as bruxas se reúnem com o diabo.
 
04. Aqueronte
 
 
Este local figura numerosas vezes na mitologia grega já que era considerado como um dos cinco rios do mundo dos mortos e por onde o barqueiro Caronte levava as almas dos recém falecidos até o Hades. Dante também menciona este lugar na divina comédia, considerando o local como a beira do inferno na Antessala do Inferno.
 
03. Lago d'Averno
 
 
Está localizado ao sul da Itália em Campania e seu nome significa "sem aves". Segundo a mitologia grega e posteriormente a romana, aqui se encontrava uma das entradas ao mundo subterrâneo dos mortos. Também o poeta Virgílio escreveu de como Enéas desce ao mundo dos mortos em seu livro Eneida.
 
02. Monte Osore
 
 
Localizado no centro da remota Península de Shimokita na província de Aomori, Japão. Segundo a mitologia popular japonesa, esse local também conhecido como o Monte do Medo, é uma entrada ao inferno com um rio que as almas dos mortos precisavam atravessar para entrar na outra vida.
 
01. O castelo de Houska
 
 
Ao norte de Praga, na República Checa, encontra-se este castelo que conta com numerosas lendas a seu respeito. Dizem que lá havia uma fenda que parecia não ter fundo e em onde eram reportadas estranhas aparições. Prontamente os habitantes locais começaram a chamá-lo de buraco do inferno e evitavam passar nas proximidades à noite. Existiam rumores de que criaturas metade homem e metade animal, saíam para matar o gado e geravam terror entre a população. Por volta de 1270 e 1280, foi construído o castelo e a fenda foi coberta com ferros e pedras para depois erguerem uma capela sobre a mesma para selar o portal do inferno.

 

fonte