A teoria atômica, voo, e a gravidade foram descobertos há milhares de anos na Índia Antiga.

20/05/2016 10:53

A história está errada: a teoria atômica, vôo, e a gravidade foram descobertos há milhares de anos na Índia Antiga. 

 
 
 
 
Neste texto, vamos dar uma olhada em três antigos sábios indianos que sabiam sobre descobrimentos avançados milhares de anos antes da era moderna.  Estranhamente, estas três descobertas são deixados de fora de nossos livros de história.
 
 
Sim, não é uma surpresa que a ciência gosta de se gabar, tendo o crédito de inúmeras invenções tecnológicas que hoje, facilitam nossas vidas de uma forma incrivel. No entanto, devido às inúmeras peças em falta em nossa história, não estamos cientes de que a maioria destas descobertas incríveis que consideramos como modernas, são de fato de milhares de anos atras, vindas de avançadas civilizações antigas.
 
Por exemplo, você sabia que a Lei da Gravidade foi proposto centenas de anos antes de Newton? Ainda assim, nossos livros de história dizem-nos que foi Newton quem identificou a "gravidade". A verdade, porém, é muito diferente. Bhaskaracharya  II era um antigo matematico indiano e astrônomo, e suas obras representam uma contribuição significativa para o conhecimento matemático e astronômico do século XII.
 
Ainda hoje, os livros de Bhaskaracharya  'Lilaviti'  e  'Bijaganita'  são obras consideradas únicas e incomparáveis na ciência.  Em suas obras, o antigo gênio indiano usava de tudo desde o posicionamento planetário para eclipses, á cosmografia.... No entanto, seu trabalho mais importante é a sua teoria revolucionária da gravidade, que antecede a teoria da gravidade proposta por Isaac Newton em 500 anos.
 
Em seu trabalho, Bhaskaracharya escreve: "Os objetos caem sobre a terra devido a uma força de atração do planeta. Portanto, a Terra, planetas, constelações, a lua e o sol são mantidos em órbita devido a esta atração ".
 
descrições indianas antigas de máquinas voadoras: foguetes e aviões
 
 
Estudiosos tradicionais sugerem que os irmãos Wright inventaram o conceito moderno do avião. No entanto, existem numerosas indicações que apontam de outra forma, e que sugerem que a aviação foi desenvolvido nos tempos de Ramayana e Mahabharata. Maharishi Bhardwaj descreveu máquinas voadoras incríveis que poderiam "desaparecer" e viajar para outros planetas. O "Vaimānika Prakarana" escrito pelo sábio Maharshi Bhardwaj lida com a aeronáutica, tem oito capítulos, uma centena de temas, e 500 sutras.
 
Nele, Bhardwaj descreve o vimana, ou aeronave, como sendo de três classes: aqueles que viajam de lugar para lugar; aqueles que viajam de um país para outro; aqueles que viajam entre os planetas.
 
Estranhamente esta parte da história também é deixado de fora dos livros de história moderna, mas por quê?
 

A teoria atômica desenvolvida há 2.600 anos na Índia Antiga.

 
Sim, livros de história sugerem John Dalton, um químico Inglês, e físico, é creditado como desenvolvedor da teoria do átomo. Mas a verdade, é muito diferente disso.
 
 
Acontece que cerca de 2.500 antes de Dalton, um antigo sábio indiano e filósofo chamado Kashyap, desenvolveu a teoria atômica. As pessoas o chamavam de "Kanad, 'como' Kan ', que em sânscrito antigo significa "a menor partícula' depois que ele foi visto recolhendo grãos da rua durante uma peregrinação a Prayag. Ele era fascinado pelas pequenas partículas e começou a colecioná-las. Foi Kanad que também avançou com a ideia de que anu (átomos) podem ser combinados de várias maneiras diferentes, e podem produzir mudanças químicas na presença de outros fatores como calor. Para fornecer uma explicação mais simplificada, Kanad deu escurecimento do pote de barro e a maturação de frutos como um exemplo.
 
Esta descoberta também está faltando em nossos livros de história. Você precisa de mais evidências de que os nossos livros de história estão errados?