A sonda Dawn poderá procurar por vida alienígena em outro asteroide

29/04/2016 22:19

 

 

A pequena sonda Dawn pode estar se deslocando para procurar por vida alienígena em ainda outra rocha espacial.  A sonda da NASA, que atualmente está orbitando Ceres, de onde tem enviado fotos fabulosas de enormes crateras e luzes misteriosas, mas não de formas de vida alienígena, poderá logo receber novas ordens de voo para ir até o seu terceiro asteroide.  Numa mudança de planos bizarra, a Dawn foi salva de impactar em Ceres por razões de limpeza.
 
A sonda Dawn foi lançada em setembro de 2007, e entrou na órbita de Vesta em julho de 2011.  Após 14 meses enviando dados e fotos, ela foi até Ceres em março de 2015, e lá tem mantido os caçadores de alienígenas em suspense com fotos cada vez melhores das misteriosas luzes, que cientistas pensavam ser uma forma de sais ‘Epsom’, mas que na verdade podem ser reflexos de nuvens de gás evaporando de uma fonte ainda não identificada (outra teoria furada da NASA, a meu ver – n3m3).
 
A missão de Dawn em Ceres era para ter finalizado em julho de 2016, ou com uma órbita perpétua ao redor de Ceres, ou com um impacto em sua superfície.  Contudo, as regulamentações da NASA agora proíbem isso, porque a Dawn não foi esterilizada antes do lançamento, e poderia contaminar o asteroide.  Felizmente, a sonda é movida eletricamente, e ainda tem algum xenon de sobra em seus foguetes de íon – o suficiente para levá-la até um terceiro asteroide, e outra procura por vida.
 
Qual asteroide?  Isto é outro mistério da NASA neste momento, já que nem a agência, e nem Chris Russell, principal investigador do projeto, estão comentando:
 
“Enquanto a extensão da missão não for aprovada pela NASA, não vou dizer qual asteroide planejamos visitar.”
 
Poderia ser… Pallas? 2 Pallas é o maior asteroide (550 km em diâmetro) no grupo Pallas de asteroides.  Ele tem uma órbita altamente inclinada, o que pode tornar difícil a chegada até ele.  Uma escolha mais interessante seria 10 Hygiea, um pouco menor (por volta de 500 km em diâmetro), e é misteriosamente escuro, provavelmente devido ao carbono em sua superfície.
 
Talvez a NASA deveria fazer um concurso para escolher o próximo destino da sonda Dawn.

 

Fonte\Fonte