A marca dos Anunnaki? Conheça as pegadas GIGANTES de Ain Dara

15/02/2017 10:29

O templo de Ain Dara - localizado a noroeste de Aleppo, na Síria - é decorado por três pegadas gigantes. Seu propósito exato e significado permanece um mistério para os estudiosos.

 
.
 
Dizem que existe evidências de que os gigantes percorreram a Terra no passado distante. O que alguns consideram ser apenas um mito, é para muitos pesquisadores e autores evidência de que diferentes tipos de seres (em proporções muito maiores) existiram na Terra. Talvez esses seres gigantes tenham sido mal interpretados como deuses na antiguidade.
 
 
 
Ain Dara é uma pequena vila localizada a noroeste de Aleppo, na Síria, conhecida por algumas estruturas notáveis, entre elas o 'Templo de Ain Dara', que fica a oeste da vila. O templo foi descoberto por acaso em 1955, e como resultado da descoberta, escavações foram realizadas nos anos seguintes, revelando fascinantes peças da história.
 
Acredita-se que o Templo de Ain Dara remonte à cultura sírio-hitita da Idade do Ferro. Os sírios-hititas ou neo-hititas eram um grupo de entidades políticas que surgiram no final do segundo milênio aC depois da queda do império hitita. 
 
Apesar das numerosas descobertas que foram feitas em Ain Dara, os especialistas ainda não sabem a que divindade este templo foi dedicado, e a multidão de esculturas que adornam as paredes do local tornam extremamente difícil para os estudiosos decidir.
 
 
Alem disso existe um par de pegadas gigantes - supostamente esculpidas no chão de pedra - que pegaram os estudiosos e turistas de surpresa. 
 
Curiosamente, há uma terceira pegada gigante não muito longe das duas primeiras esculpida no chão, quase sugerindo para onde se deve ir. Mas por que esculpir tais pegadas gigantes, e por que tres ?
 
De quem são essas pegadas? Seriam representações dos Deuses? Elas foram colocados lá por razões estéticas? Ou são provas de algo muito mais chocante?
 
Ainda não se sabe o que estas pegadas estão representando. Alguns estudiosos têm sugerido que essas pegadas são de fato impressões animais, enquanto outros acreditam que elas representam as pegadas dos deuses.
 
Talvez essas marcas maciças - medindo cerca de um metro de comprimento - foram destinadas a ser uma representação icônica dos Deuses.  As pegadas podem ter sido esculpidas para ilustrar a presença da divindade local entrando no templo e aproximando-se do trono no interior do santuário.
 
 
Existem alguns arqueólogos que especulam que as pegadas maciças podem ter pertencido a um dos deuses adorados no templo, uma vez que existem numerosas esculturas de Ishtar e ilustrações do antigo deus sumério da tempestade Ba'al Haddad que adornam as paredes...
 
Outros autores acreditam que há uma explicação completamente diferente, e essas pegadas - como muitas outras encontradas ao redor do globo - são um lembrete de um tempo distante quando Deuses andavam na Terra, fazendo todo o planeta tremer sob seus pés.
 
A mitologia da área circundante certamente sugere um momento em que Gigantes, Semideuses e Deuses vagavam sobre a terra deixando sua marca para trás gravada no chão.